quinta-feira, março 02, 2017

Bilan




E passou todo o ano de 2016 sem que eu fizesse nenhuma postagem. O que era o objetivo desse blogue já não existe faz tempos, mas ainda gosto de tê-lo por aqui. Pelo menos uma vez ou outra posto um poeminha e faço a lista dos livros lidos. É possível também que este diário virtual volte a ter sua utilidade este ano... veremos.


Lidos de 2016

1/ Eucanaã Ferraz, Escuta;

2/ Ariano Suassuna, O santo e a porca, 15/3;

3/ Abílio de Jesus dos Santos, O duplo acusativo: confronto greco-latino (dissertação), 18/3;

4/ David Small, Cicatrizes, trad. Cassius Medauar, 28/3;

5/ Francisco Perujo Serrano, Pesquisar no labirinto -- a tese, um desafio possível, trad. Marcos Marcionilo;

6/ Harvey Daniels & Nancy Steineke, Mini-lessons for Literature Circles, 28/5;

7/ Medeia de Eurípedes, trad. Trupersa;

8/ Fábio Akcelrud Durão, O que é crítica literária?, 6/7;

9/ Sílio Itálico, Púnicas I-IV, trad. Filinto Elísio, 15/7;

10/ Louco: Fuga de Rogério Coelho (Graphic MSP), 14/7;

11/ Turma da Mônica: Lições de Vitor & Lu Cafaggi (Graphic MSP), 20/7;

12/ Papa-Capim: Noite Branca de Marcela Godoy & Renato Guedes (Graphic MSP), 23/7;

13/ The Fight for Mansoul (Psychomachia),  Prudentius, trad. H. J. Thompson, 13/9;

14/ As troianas de Sêneca, trad. Zelia Almeida Cardoso, 24/9;

15/ Simbá, o marujo, Stela Barbieri & Fernando Vilela, 14/11;

16/ Pawana, J. M. G. Le Clézio, trad. Leonardo Fróes, ilustrações de Eloar Guazzelli;

17/ Punica V-XVIII, Silius Italicus, trad. J. D. Duff, 17/12.


Ai, que pouquinho... 

domingo, dezembro 27, 2015

Cartografias

... é o nome da seção do livro de Ana Martins Marques, O livro das semelhanças, da qual retirei o primeiro poema:


E então você chegou
como quem deixa cair
sobre um mapa
esquecido aberto sobre a mesa
um pouco de café uma gota de mel
cinzas de cigarro
preenchendo
por descuido
um qualquer lugar até então
deserto